Algumas Igrejas da Cidade da Bahia... [4]

quarta-feira, 3 de março de 2010 0 comentários

E mais cinco igrejas de Salvador...




Igreja do Santíssimo Sacramento e Senhora Sant’Ana. Construída pela paróquia do Desterro para servir de matriz, a Igreja do Santíssimo Sacramento e Santana tem sua construção datada do século XVIII, mais especificamente 1752. As pinturas do teto da igreja e os painéis laterais são de autoria de Franco Velasco, famoso pintor baiano. Foi a primeira do Estado a ser erguida com material e tecnologia 100% brasileiros. O monumento deu abrigo aos revoltosos que lutaram contra a Coroa Portuguesa pela independência do Brasil. No seu cemitério estão enterrados os restos mortais da heroína da independência baiana, Maria Quitéria.
A Igreja também serviu de moradia para Irmã Dulce, que era devota de Nossa Senhora de Santana e descobriu nesse período sua vocação para o catolicismo.




Igreja Nossa Senhora de Nazaré. Foi construída na primeira metade do século XVIII. A decoração do interior tem detalhes neoclássicos, com elementos de estuque, guirlandas, torres e azulejos.



Igreja Nossa Senhora da Piedade (Mater Pietatis). A praça onde está localizada a Igreja teve inicialmente outro nome, o de "Praça 13 de Maio" numa homenagem à Lei Áurea. No entanto, como em muitos outros casos, o nome oficial não foi incorporado ao uso cotidiano da cidade, continuando para o povo a ser "Praça da Piedade", nome que foi restaurado, em 1967. A origem do batismo é bastante antiga, remontando a 1678, quando capuchinhos franceses, que faziam trabalho missionário ao longo do Rio São Francisco, pretenderam ter um "hospício" na Cidade do Salvador. Apesar dos protestos dos vereadores da época, que acusavam os frades de insuflarem os índios contra a Coroa portuguesa, o Rei de Portugal concedeu a permissão para a implantação do abrigo religioso. O local escolhido foi um ponto vizinho de onde ainda hoje está a Igreja da Piedade, que era então um pequeno templo de propriedade de uma senhora muito religiosa. De acordo com alguns historiadores, no ano seguinte (1679), ela teria doado a igrejinha aos dois primeiros monges capuchinhos italianos que chegaram à cidade.

A atual Igreja da Piedade é um conjunto arquitetônico moderno do começo do século XX. A cúpula é do século XIX feita com tecnologia medieval, a nave central é do século XIX, mas todo o convento é do século XX.


Igreja Nossa Senhora Auxiliadora (Igreja dos Salesianos). Transcorria o ano de 1892, quando o General Dr. José Leôncio de Medeiros, então presidente da Sociedade de São Vicente de Paula, empolgado pela leitura de um livro que noticiava o progresso surpreendente da Congregação Salesiana no mundo, lança para seus confrades a resolução que concebera de estabelecer em nossa cidade a Obra de Dom Bosco, idéia que foi de logo aceite e imediatamente começam os esforços para angariar meios para realização do sonho. Contando com membros importantes da sociedade, os recursos foram surgindo e se acumulando. A poetisa Amélia Rodrigues foi um braço forte assim como o Cons. Luiz Viana.

Em 1896, mais precisamente em 24 de maio, o Arcebispo da Bahia, Dom Jerônimo Tomé da Silva, publica uma carta pastoral conclamando seus diocesanos para a construção de um Colégio Salesiano, na cidade de São Salvador – Bahia.

No começo de 1897, chega à Bahia o primeiro Salesiano, o Padre Lourenço Giordano. Vem falar com o Arcebispo para se entender sobre a nova fundação. Em setembro do mesmo ano, o General Dr. José Leôncio de Medeiros, vai a Recife buscar o Pe. Giordano que deverá escolher o lugar. Ele percorre ruas e bairros, Nazaré foi o local escolhido. Efetuada a compra do terreno, inicia-se a construção do magnífico prédio.

Em 05 de novembro de 1899 o Pe. Luiz Della Valle toma posse do novo estabelecimento e em 11 de março de 1900 é inaugurado o Liceu Salesiano do Salvador (juntamente com a Igreja dedicada a Nossa Senhora Auxiliadora, padroeira do colégio).


Igreja de Nossa Senhora da Luz. [...] Pelos anos de 1600, o latifundiário e capitão Felipe Correa, proprietário da Fazenda Pituba, fez construir em terreno de sua propriedade, uma capela de taipa, no lugar que hoje seria entre as ruas Minas Gerais e Otávio Mangabeira, colocando na mesma a Imagem trazida de Portugal, de talha de madeira, medindo 53 centímetros, com o pedestal, conservada na sua Igreja da Pituba.

[...]Os herdeiros do capitão Felipe Correa, capitão Manoel Gonçalves Saraiva e sua esposa Francisca Ferreira e o irmão desta, Francisco Ferreira, restauraram a capela pelos anos de 1663.

[...]Em 1955, o casal Sr. Joventino Pereira da Silva e Dona Alcina Guimarães da Silva, concluíram a igreja existente, iniciada em 1949, em terreno de sua propriedade, o que realizaram para perpetuar a devoção a Nossa Senhora, sob a invocação da Luz, em reconhecimento aos inumeráveis benefícios obtidos mercê da sua intercessão.[...]

(obs.:este texto foi originalmente escrito pelo Padre Manuel Fernandez, Mercedário, em 02 de fevereiro de 1969).

Fontes: Skyscrapercity, Bahia, Fundação Gregório de Mattos, Paróquia Nossa Senhora da Luz, Colégio Salesiano de Salvador, Prof. Cid Teixeira.

0 comentários:

 

©Copyright 2011 Porque Tudo Muda... | TNB