Conceitos Filosóficos: Instinto e Hábito

quarta-feira, 1 de julho de 2009 0 comentários
Instinto é uma palavra usada para descrever disposições inatas em relação a ações particulares. Instintos geralmente são padrões herdados de respostas ou reações a certos tipos de situações ou características de determinadas espécies. Em humanos, eles são mais facilmente observados em respostas a emoções. Instintos geralmente servem para pôr em funcionamento mecanismos que evocam um organismo para agir. As ações particulares executadas podem ser influenciadas pelo aprendizado, ambientes e princípios naturais. Geralmente, instinto não é usado para descrever uma condição existente.

A palavra "hábito" vem de uma palavra latina que significa ter ou possuir. É, no seu sentido mais geral, a propriedade de conservar as modificações recebidas. É necessário, porém, precisar a natureza do hábito. Ela não se reduz absolutamente à inércia e à passividade. Sabe-se, por experiência, que o hábito tem por fim dar-nos maior facilidade de agir. É o que queremos dizer quando nos desculpamos de não ser bem sucedidos num trabalho novo, com palavras deste gênero; "Eu não estou habituado". O hábito pode ser então definido, no sentido próprio, como uma aptidão adquirida, para reproduzir certos atos com tanto mais facilidade quanto mais tenham sido executados.

0 comentários:

 

©Copyright 2011 Porque Tudo Muda... | TNB