Falando superficialmente sobre o século XX...

sexta-feira, 1 de junho de 2012 0 comentários
Segundo o historiador Eric Hobsbawm podemos caracterizar o século XX como breve, em sua obra A Era dos Extremos: o breve século XX (1914-1191) Hobsbawm temporaliza o século XX entre duas baliza: o início da I Guerra Mundial e a dissolução da União Soviética. Apesar de breve temporalmente, o século XX foi palco de grandes avanços científicos, acontecimentos que quase levaram a humanidade a seu fim e o surgimento de duas superpotências mundiais que praticamente dividiram o mundo ao meio: o capitalismo e os EUA x o socialismo e a URSS.

Ainda falando dos acontecimentos, o historiador inglês situa a Revolução Russa (1917) como um divisor de águas, posto que suscitou em várias partes do mundo questionamentos críticos ao modelo capitalista, tendo o comunismo soviético como melhor alternativa. No entanto, a II Guerra Mundial pode ser considerada o epicentro deste breve e agitado século XX, ainda que anterior a 1939-45 possamos encontrar grandes avanços na ciência e os seus desdobramentos na sociedade ocidental, sobretudo.
É após a II Guerra Mundial que a Europa Ocidental, notadamente Inglaterra e França vão perder a hegemonia de potências globais, tendo em vista a sobreposição dos EUA e da URSS como superpotências, que no período comumente denominado Guerra Fria fizeram controle sobre boa parte do mundo, quer seja por via ideológica, econômica ou militar. É neste contexto que surgem grandes agendas para estudar o século XX, tratando em específico do bloco ocidental podemos identificar a intensificação das propriedades do consumo, onde é colocado que a democracia gera processo tecnológico e, por conseguinte bem-estar social.


 
Neste grande tema que é o consumismo é possível sinalizar algumas alterações sociais advindas do desenrolar do século XX, como por exemplo: o turismo, a fim de que os indivíduos possam ter mais acesso a outros lugares/culturas, mas também façam o capital girar; os esportes se profissionalizaram, onde não só a prática do esporte se torna produto, mas também os próprios esportistas passam a ser comercializado; as “estrelas” da música, do cinema, da televisão vão engendrar costumes, práticas sociais gerando um grande mercado de publicidade e propaganda.



Neste espetáculo de variados atores, a década de 1960 pode ser percebida como uma das grandes décadas no breve século XX, haja vista que é nesta década que explodem várias revoltassem vários lugares do mundo, corrida espacial e armamentista, discussão sobre as minorias, etc. assim sendo, o século XX foi o século do questionamento, seja da economia, da política, porém principalmente da identidade: capitalista ou socialista, homem ou mulher, branco ou negro, ser humano ou não.

Fonte das imagens:

0 comentários:

 

©Copyright 2011 Porque Tudo Muda... | TNB